100%

Projeto de vereador Guzzatto dispensa autenticação de documentos entregues na Prefeitura

O vereador Anderson Guzzatto (PR) comentou sobre a aprovação do Projeto de Lei do Legislativo 12/2018 que dispensa o reconhecimento de firma e a autenticação de cópia dos documentos expedidos no país que sejam destinados a fazer prova em órgãos e entidades da Administração Municipal, Direta e Indireta. Caso venha a haver dúvida fundamentada quanto à autenticidade,poderá então ser exigido o documento original ou a cópia autenticada. 

A proposta é desburocratizar para abertura de empresas é preciso levar uma quantidade significativa de documentos. Além de exigir toda a documentação, a cópia autenticada custa também para o bolso do empreendedor. “Foi um projeto implantado em diversos municípios e que vem dado certo baseado na presunção de boa fé”, justificou o vereador ao dizer que se constatado a fraude nos documentos, a pessoa irá responder civil e criminalmente.

Para o vereador, o projeto não resolve todo o problema, mas ajuda em ações simples e que estão sempre sendo solicitadas pela comunidade. O projeto foi aprovado por unanimidade de votos nesta quarta-feira, 9, e passa pela segunda votação nesta quinta-feira, 10.
 
Protocolos desta Publicação:Criado em: 09/05/2018 - 15:49:34 por: Divaleia Salete Casagrande - Alterado em: 09/05/2018 - 15:50:12 por: Divaleia Salete Casagrande

Notícias

Dia do Gaúcho é lembrado na Câmara de Vereadores
Dia do Gaúcho é lembrado na Câmara de Vereadores

Hoje, 20 de setembro, é comemorado o Dia do Gaúcho. A data foi lembrada na Sessão Ordinária, desta quinta-feira, na Câmara de Vereadores de Concórdia. “Ser gaúcho é um sentimento. É preservar tradições e culturas, comentou Fabiano Caitano, que relembrou a influência que teve por parte do pai.

Indicação sugere que município possa repassar recursos para escolas gerenciarem de forma direta para pequenas demandas
Indicação sugere que município possa repassar recursos para escolas gerenciarem de forma direta para pequenas demandas

Facilitar e dar mais agilidade para a direção das escolas municipais e também dos Cmeis de Concórdia com o repasse de recursos que possam ser utilizados para a execução de pequenos reparos nos educandários. Está é a sugestão do vereador Claiton Casagrande (PR) que sugere para que o município possa adotar o modelo de repasse àquele adotado pelo governo do Estado.