100%

Projeto de subsídio para recolhimento de animais mortos em propriedades rurais é aprovado

Os vereadores aprovaram por unanimidade de votos, o Projeto de Lei 31/2018, que trata de uma parceria com o Consórcio Lambari, para o pagamento de um valor dividido entre todos os municípios que compõem a Associação dos Municípios do Alto Uruguai Catarinense (Amauc). O destino do valor é para o projeto piloto que trata de recolhimento e processamento de animais mortos e dá outras providências. A parceria é dezembro de 2018 e o produtor não terá custo para o recolhimento. Durante esta semana, os vereadores participaram de uma reunião onde conheceram números do processo, como número de animais recolhidos (suínos e bovinos).
 
Evandro Pegoraro (PT) comentou sobre a saída jurídica encontrada para resolver uma situação que preocupa muito o interior do município. “Faço referência à gestão do Consórcio Lambari e a Amauc, e ao Roberto Kurtz Pereira, pelo trabalho sério e pela busca de uma alternativa para este problema, que inclusive envolve a sanidade animal”, comentou ao lembrar que este projeto piloto é pioneiro no Brasil, que poderá dar um novo rumo de negócios, permitindo um novo negócio, já que a matéria prima recolhida será transformada em ração.
 
Edno Gonçalves (PDT) afirmou que também teve “grande participação como presidente da Comissão de Agricultura aqui nesta Casa, onde levantei diversos debates e assuntos, juntamente com outros vereadores, que ajudaram a formar este projeto de lei”. Para ele, a demanda para quem tem os animais mortos é grande, principalmente para os bovinos. “É um incentivo importante para o interior”, disse ao sugerir uma audiência pública para debater o assunto e explicar a legislação para os agricultores.
 
Claiton Casagrande (PR) enalteceu e agradeceu o trabalho do Consórcio Lambari pelo projeto apresentado. O vereador que é relator da Comissão de Agricultura e Meio Ambiente, destacou que é importante a participação do município neste processo, para também valorizar o trabalho do agricultor e manter o status sanitário da região. “É um momento de apoio para o projeto piloto para que depois possa ter viabilidade e atender também a demanda destas situações que envolvem a produção animal”, comentou.
 
O projeto passará por segunda votação nesta quinta-feira, 11 de julho. Durante está sessão também foi aprovado o Projeto de Lei 32/2018 que trata do repasse de um trator para a comunidade de Linha Suruvi.
 
Protocolos desta Publicação:Criado em: 11/07/2018 - 15:03:45 por: Divaleia Salete Casagrande - Alterado em: 11/07/2018 - 15:07:32 por: Divaleia Salete Casagrande

Notícias

Dia do Gaúcho é lembrado na Câmara de Vereadores
Dia do Gaúcho é lembrado na Câmara de Vereadores

Hoje, 20 de setembro, é comemorado o Dia do Gaúcho. A data foi lembrada na Sessão Ordinária, desta quinta-feira, na Câmara de Vereadores de Concórdia. “Ser gaúcho é um sentimento. É preservar tradições e culturas, comentou Fabiano Caitano, que relembrou a influência que teve por parte do pai.

Indicação sugere que município possa repassar recursos para escolas gerenciarem de forma direta para pequenas demandas
Indicação sugere que município possa repassar recursos para escolas gerenciarem de forma direta para pequenas demandas

Facilitar e dar mais agilidade para a direção das escolas municipais e também dos Cmeis de Concórdia com o repasse de recursos que possam ser utilizados para a execução de pequenos reparos nos educandários. Está é a sugestão do vereador Claiton Casagrande (PR) que sugere para que o município possa adotar o modelo de repasse àquele adotado pelo governo do Estado.