100%

Comissões entregam os pareces finais sobre o Projeto de Lei Complementar 19/2017, que trata do horário do comércio

 O parecer do relator da Comissão de Segurança, Assistência Social e Previdenciária e Defesa dos Direitos do Cidadão, vereador Evandro Pegoraro (PT) é contrário ao Projeto de Lei Complementar 19/2017. Os outros dois membros da Comissão, o presidente Jaderson Miguel (PSD) e o vice-presidente, Claiton Casagrande (PR), assinam parecer diferente, pela aprovação do projeto de lei.

Na justificativa do parecer de Pegoraro, ele aponta que “o crescimento econômico é importante. Mas se torna sustentável à medida que é acompanhado do desenvolvimento humano e social. Neste sentido entendemos que é de suma importância a regulamentação do horário do comércio no qual haja proteção às famílias e as conquistas sociais”.

Ele também pontuou que diversas entidades sociais se manifestaram contrárias ao Projeto de Lei Complementar 19/2017, destacando “Sindicatos, Associações Comunitárias e a Igreja Católica, por compreenderem que o horário livre é prejudicial para a vida”.

Já o parecer dos vereadores Jaderson Miguel e Claiton Casagrande, desta mesma Comissão, foram favoráveis, com a justificativa que “o mérito do projeto de lei atende aos interesses do desenvolvimento do município e vem de encontro as reinvindicações do comércio local, além de adequar a legislação municipal aos regramentos federais, valendo destacar o ingresso de recentes ações judiciais que autorizam determinados estabelecimentos comerciais a abrir em horário hoje vedado pela legislação municipal, o que é suficiente para demonstrar a necessidade da adequação da legislação municipal”.

O parecer contrário de Pegoraro à tramitação do projeto já havia sido registrado também no na Comissão de Constituição, Legislação, Justiça e Redação, que registrou a maioria dos membros como favoráveis ao projeto, o vice-presidente Jaderson Miguel e o relator Fabiano Caitano (PSDB).

Segunda Comissão
O parecer da outra Comissão, de Urbanização, Transportes, Habitação, Obras e Serviços Público, recebeu parecer contrário do relator Edno Gonçalves (PDT) – suplente no lugar de Margarete Poletto Dalla Costa (PT) e do presidente da Comissão, Closmar Zagonel (PMDB). O vice-presidente, Valcir Zanella (PSDB) apresentou posição favorável à tramitação.

O parecer contrário pontua que “considerando a questão da base familiar que predisponha nos convívios sociais, crescimento dos filhos, participar da comunidade e fortalecimento dos laços familiares preservando o domingo”.

Constitucionalidade
Já a Comissão de Constituição, Legislação, Justiça e Redação é favorável ao Projeto de Lei Complementar 19/2017. O documento foi protocolado ontem, 30 de outubro, na Secretaria da Casa Legislativa.

O relator da Comissão, Fabiano Caitano (PSDB), pontuou que o projeto “de autoria do Executivo Municipal, encontra amparo na legislação pertinente, não contendo qualquer vício que se oponha ao aspecto legal e constitucional, razão pela qual emite parecer favorável à sua tramitação”.

O parecer jurídico da Assessoria da Câmara também a favorável a tramitação do projeto.

O prazo para o protocolo de pareceres encerrou nesta terça-feira, 28.  O projeto agora poderá ser colocado em votação e precisa da maioria absoluta de votos para ser aprovado.

O projeto de lei em questão dá nova redação ao artigo 280 da lei complementar nº 188, de 11 de maio de 2001 e alterações, que dispõem sobre as normas relativas à utilização do espaço e o bem estar público do Município de Concórdia.

O projeto autoriza a abertura de estabelecimentos comerciais de acordo com o previsto na Constituição Federal, mas não obriga a abertura das lojas. 
Protocolos desta Publicação:Criado em: 28/11/2017 - 17:12:57 por: Divaleia Salete Casagrande - Alterado em: 28/11/2017 - 17:23:13 por: Divaleia Salete Casagrande

Notícias

Márcio Sandro Dal Piva e Jairo Vargas do Prado serão homenageados com o Título de Cidadão Concordiense
Márcio Sandro Dal Piva e Jairo Vargas do Prado serão homenageados com o Título de Cidadão Concordiense

A Câmara de Vereadores de Concórdia realiza na próxima quinta-feira, 25, a Sessão Solene de Entrega do Título de Cidadão Concordiense. Instituída há 50 anos, por Resolução, a honraria que passou a ser prevista depois na Lei Orgânica do Município, estima à entrega para duas pessoas por ano, para aqueles que mesmo não nascidos em Concórdia, dedicaram seu espírito e seu tempo para construir e desenvolver o município nas mais diversas áreas.

Contribuições de melhorias questionadas na Justiça são abordadas na tribuna da Câmara
Contribuições de melhorias questionadas na Justiça são abordadas na tribuna da Câmara

As contribuições de melhorias que estão sendo questionada na Justiça por alguns moradores de Concórdia foram abordadas na tribuna da Câmara de Vereadores. O assunto foi abordado pelo vereador Claiton Casagrande (PR), que citou uma ação judicial que teve uma decisão favorável para o morador que questionou a cobrança. O processo foi movido nos últimos anos, mas envolve pavimentações até mesmo do ano de 2004.
 

Pegoraro comenta sobre necessidade de contratar mais agentes de saúde
Pegoraro comenta sobre necessidade de contratar mais agentes de saúde

O vereador Evandro Pegoraro (PT) comentou na sessão Ordinária de quinta-feira, 11 de outubro, no espaço do Pequeno Expediente, sobre a resposta de um pedido de informação relacionado ao número de agentes comunitárias de saúde que prestam atendimento nas Estratégias de Saúde da Família (ESFs).