100%

Moção pede agilidade para liberar a retomada de exportações de carne de frango para a União Européia

Por iniciativa dos vereadores Evandro Pegoraro e André Rizelo, ambos do PT, Edno Gonçalves (PDT) e Closmar Zagonel (PDMB), foi aprovada uma Moção de apelo para que o Governo Federal trabalhe com agilidade para regularizar a situação que envolve a exportação de produtos de aves da empresa BRF para a União Europeia. A venda foi suspensa de forma preventiva em 10 plantas da empresa que foi citada na investigação da Operação Carne Fraca, da Polícia Federal.

Para Evandro Pegoraro (PT) a situação causa preocupação. “A empresa é o pilar da nossa economia. A exportação por parte da BRF para a União Européia representa 7% do volume de vendas, em torno de 2 bilhões de reais”, comentou ao lamentar que uma reunião em Bruxelas nesta semana não conseguiu reverter as exigências de exportação.

Pegoraro comentou que apesar do cuidado ao se tratar do assunto em Concórdia, a Operação trouxe reflexos como a não abertura de um turno na unidade de Concórdia, deixando de criar 600 novas vagas de emprego . “É uma situação que nos deixa em alerta, porque a BRF gera no município 5,3 mil vagas de emprego de forma direta, sem falarmos de todo o entorno, com terceirizados, agricultores e a toda a cadeia produtiva”, comentou ao pedir atenção ao tratar do assunto, porque é uma situação complexa e quem tem causado “apreensão”.

O presidente da Câmara de Vereadores, Artêmio Ortigara (PR) comentou que toda a cadeia produtiva tem sido afetada, inclusive o plantio de grãos. “Os agricultores têm revisto a programação para o plantio. Ganha uma dimensão nacional, em que afeta toda a cadeia produtiva do agronegócio e nossa principal empresa também tem sofrido com esta situação”, comentou.

Closmar Zagonel (PMDB) registrou que o agricultor que trabalha na produção e colaborador da empresa não tem culpa desta situação, mas acabam sofrendo com as decisões equivocadas da direção das grandes empresas, que tem o foco apenas em lucrar mais.

André Rizelo (PT) acrescentou que a unidade de Capinzal irá conceder férias coletivas para mais de 3 mil trabalhadores em maio, assim como a unidade de Mineiros, em que mais de mil colaboradores também terão férias. “A preocupação é com o homem do campo, principalmente com a questão da produção de aves e nós precisamos fazer a nossa parte enquanto legisladores para ajudar no processo”, comentou.
 
Protocolos desta Publicação:Criado em: 04/04/2018 - 10:04:08 por: Divaleia Salete Casagrande - Alterado em: 04/04/2018 - 10:04:08 por: Divaleia Salete Casagrande

Notícias

Câmara tem as duas últimas sessões ordinárias de 2018 na próxima semana
Câmara tem as duas últimas sessões ordinárias de 2018 na próxima semana

A penúltima Sessão Ordinária de 2018 da Câmara de Vereadores de Concórdia terá diversos projetos de lei para serem apreciados em Plenário. O objetivo é encaminhar os projetos para que o Executivo possa dar andamento normal às atividades, como os que tratam de abertura de suplementação de valores.

LOA é entregue para o Poder Executivo
LOA é entregue para o Poder Executivo

O presidente da Câmara de Vereadores de Concórdia, Artêmio Ortigara, entregou na  quarta-feira, 5 de dezembro, o Projeto de Lei 64/2018 que aprovou o orçamento do município de Concórdia, para 2018.

Projeto de Lei que autoriza regulamentação dos food trucks é aprovado na Câmara
Projeto de Lei que autoriza regulamentação dos food trucks é aprovado na Câmara

O  Projeto de Lei Complementar 16/2018 que trata de uma alteração no Código de Posturas para permitir que o Poder Executivo possa realizar a regulamentação para o comércio na modalidade de food truck em Concórdia, foi aprovado em primeira votação, na manhã desta terça-feira, quatro de dezembro, pela Câmara de Vereadores, por unanimidade de votos.