100%

Projetos de contratação de recursos são debatidos pelos vereadores no Legislativo

Dois projetos de lei que estão na Câmara de Vereadores e que autorizam o Poder Executivo Municipal e que autorizam financiamento de recursos para obras no município foram debatidos durante o Pequeno Expediente, da Sessão Ordinária, no dia oito de outubro. Um deles envolve ações de mobilidade urbana e outro, recursos para revitalizar o Calçadão (Rua do Comércio).

Conforme o vereador Edno Gonçalves (PDT) já foram aprovados diversos projetos que autorizam financiamentos, que totalizam pouco mais de R$ 17 milhões. “No entanto, por enquanto, temos a informação do andamento da obra da Rua Catarina Mafessoni, mas dos demais não sabemos que os projetos foram contratados ou não”, comentou.

Gonçalves insistiu na ideia que o “município tem dinheiro em caixa para executar estas obras, sem financiamento”. O pedido do vereador é para seja realizado uma reunião com a equipe administrativa da Prefeitura para explicar quais autorizações de empréstimos foram executadas ou não.

O líder do governo na Câmara, Fabiano Caitano (PSDB), explicou que os projetos debatidos na Câmara, autorizam os financiamentos, mas não obrigam a contratação. “É uma parte do processo onde se buscam recursos”, explicou ao citar o pacote de 10 ruas que serão pavimentadas em Concórdia nos próximos dias, sendo que todas as ruas terão a tubulação de água trocada, para evitar transtornos e prejuízos já com a nova pavimentação.

Neste pacote de pavimentação, o recurso de R$ 1,6 milhão é recurso próprio do caixa municipal, conforme explicou Caitano. “Reforço que a autorização para o empréstimo é parte do processo, mas quando será feito, terá toda a atenção relacionada à necessidade e aos prazos para a contratação”, afirmou.

Sobre o valor em caixa, Caitano disse que o valor é normal para um município como Concórdia, sendo que na antiga gestão, este era um valor similar aos meses em questão. “No entanto, mais uma vez vamos explicar onde os recursos estão vinculados, inclusive para desenhar o que é orçamento e o que é recurso disponível. A antiga gestão com este valor também não asfaltou todas as ruas e reformou todas as escolas, da maneira como precisava ser feito”, afirmou ao dizer que a reunião será realizada em breve.

Evandro Pegoraro (PT) comentou “que ao aprovar estes dois projetos de lei, se chega a sete autorizações, com prazos de carências e prazo de pagamento mais longe.” Ele também insistiu que o valor em caixa está disponível para ser investido. “Porque o município precisa estimular o crescimento da economia, para melhorar a sociedade”, comentou ao comparar números de investimentos no antigo governo para o atual.
 
Protocolos desta Publicação:Criado em: 08/11/2018 - 15:09:24 por: Divaleia Salete Casagrande - Alterado em: 08/11/2018 - 15:09:24 por: Divaleia Salete Casagrande

Notícias

Câmara devolve R$ 815 mil para a Prefeitura de Concórdia
Câmara devolve R$ 815 mil para a Prefeitura de Concórdia

A Câmara de Vereadores de Concórdia devolveu aos cofres do município, na manhã desta sexta-feira, 28, o valor de R$ 815.865,32. O saldo é a sobra da receita repassada pelo Poder Executivo para o exercício de 2018. O repasse para o Legislativo é feito com base na receita tributária e transferências correntes do exercício anterior, limitada a 7% para municípios com até 100 mil habitantes.

Câmara tem as duas últimas sessões ordinárias de 2018 na próxima semana
Câmara tem as duas últimas sessões ordinárias de 2018 na próxima semana

A penúltima Sessão Ordinária de 2018 da Câmara de Vereadores de Concórdia terá diversos projetos de lei para serem apreciados em Plenário. O objetivo é encaminhar os projetos para que o Executivo possa dar andamento normal às atividades, como os que tratam de abertura de suplementação de valores.

LOA é entregue para o Poder Executivo
LOA é entregue para o Poder Executivo

O presidente da Câmara de Vereadores de Concórdia, Artêmio Ortigara, entregou na  quarta-feira, 5 de dezembro, o Projeto de Lei 64/2018 que aprovou o orçamento do município de Concórdia, para 2018.